18 de novembro de 2010

Uma luz no fim do túnel

Quantas maneiras existem de se salvar algo?

Bom, podemos apertar Ctrl + B no Word que ele vai salvar o seu documento. No Excel o esquema é o mesmo, já no Paint é Ctrl + S... Se formos olhar em todos os programas, veremos que as maneiras são diversas.

Que outras coisas podem ser salvas?

Objetos, animais, pessoas, sentimentos, vidas...

De quantas maneiras uma pessoa pode ser salva?

De muitas.

Um amigo pode fazer um trabalho de escola e colocar seu nome, e assim salvar sua nota e sua pele em casa, assim como ele pode esconder uma merda que você fez e te impedir de ser expulso por exemplo, e consequentemente, salvando o resto da sua vida, tanto profissional quanto em casa.

Alguém pode impedir que você sofra um acidente, caia no chão, se machuque, conservando sua integridade física. Podem também salvar a sua vida, te tirando da frente de um carro, te segurando da beira de um lugar alto... Uma vida pode ser salva de infinitas formas.

Mas, saindo do lado material, há uma salvação que vai além e é muito mais importante, muito mais profunda, muito mais difícil de ser realizada.

Uma decepção pode matar alguém, ainda que ele continue vivo. Quem morre não é o corpo, é a vontade de viver, são os sonhos, os sentimentos. Uma pessoa sem essas três coisas é uma pessoa morta. Morta em vida, uma estátua viva.

Não precisamos ir tão longe assim também.

Você já teve um grande amor? Se não, não vai entender o que vou falar. Se sim, você o perdeu?

Eu perdi um amor. E ele deixou um buraco enorme no meu peito, uma dor que me acompanhava a anos, que me impedia de ser realmente feliz, de encontrar um outro alguém que eu pudesse amar novamente e que me amasse de verdade. Nunca tinha percebido isso, mas o que eu sempre busquei foi alguém que eu pudesse amar mais do que amei o outro alguém.

Não é qualquer um que pode salvar alguém dessa dor da decepção, da perda, do amor partido e sem volta. Só alguém especial pode fazer isso.

Percebeu que eu falei “uma dor que me acompanhava...”? Sim, não acompanha mais, ficou no passado. Antes, eu não queria deixar de amá-la. Agora, esse amor está se transformando cada vez mais rápido, porque um amor de verdade não acaba, se acabar, é porque nunca foi amor. Ele se transforma, e o meu está se transformando em amizade cada vez mais rápido.

Eu fui salvo da dor.

Quem foi o anjo que me salvou?

Ela não é muito grande, mas apenas fisicamente. Encontrei-a quando tinha desistido de buscar. Ela iluminou meu caminho repentinamente e, no começo, fiquei um pouco desorientado com tal luz. Quando meus olhos se acostumaram a ela, percebi que algo crescia novamente dentro de mim, fechava o buraco que havia no meu peito, me aquecia novamente, me dava vontade de viver, gerava novos sonhos.

Um novo amor.

Maior e mais forte que o anterior eu tenho certeza que ele vai ser.

Porque ela me ama.

Só de pensar nisso meu coração já se aquece. A lembrança do seu sorriso, do gosto da sua boca, da sua voz, do brilho dos seus olhos, me faz querer nunca me separar dela e é isso que eu vou fazer, vou lutar por esse amor e nada nem ninguém poderá nos separar.

Ela me devolveu a vida, me trouxe de volta à vida.

Você me devolveu a vida, minha pequena.

Você me salvou de todas as formas que alguém pode ser salvo, me salvou da forma mais importante.

Salvou meu coração.

O que você achou?

3 comentários:

PauloMitchell disse...

Salvar alguém é algo muito gratificante.

Gustavo dos Reis!!! disse...

olá Paulo!
obrigado por mais um comentário! ^^
realmente é muito gratificante...
mas o sentimento de ser salvo, ainda mais
qdo n se sabia q era preciso isso...
sem palavras..
^^

On joy disse...

Adorei e dei reblog! *-------*

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Online Project management