29 de dezembro de 2011

Novo fim de um ano velho


Vinte e nove de dezembro de dois mil e onze.

Antepenúltimo dia do ano. Véspera da véspera do fim. Dois mil e onze, sim, chegou ao fim.

Mais um ano que passou voando, como têm sido os últimos que vivi. Lembro perfeitamente que antes os anos não passavam assim, tão rápido. Piscamos, e então Janeiro acabou e a faculdade está aí de novo. Respiramos e já estamos de férias (tirando as semanas das provas, que passam na velocidade de décadas inteiras). Quando, enfim, exalamos o ar, já estamos em dezembro novamente (passando mais algumas vezes pela estranha distorção de tempo causado pelas provas).

Foi assim com esse ano, com o ano passado e com o que veio antes e o outro.

Até pouquíssimo tempo atrás eu tinha dezesseis anos e quinhentos reais no bolso pelo meu primeiro emprego. Num tempo que não pareceu durar mais que um ano e pouco, já tenho vinte (pelo menos o dinheiro cresceu junto com a idade).

O mais impressionante, porém, não é o tempo de anos que se espreme numa concepção de meses, mas sim os acontecimentos desses anos espremidos em meses que pareceram precisar de décadas para se desenrolar. Não por que se arrastaram, mas sim pela imensa quantidade de coisas que aconteceram comigo nesse tempo. Realmente muita coisa, muito aprendizado, muitas mudanças, muito amadurecimento.

O Gustavo de dezesseis anos com certeza não conseguia imaginar como seria o Gustavo de vinte.

Mas é inevitável, o tempo passa e, por mais batida que essa frase já seja, cabe a nós decidir o que fazer com ele.

Mas porque desanimar com o fim de dois mil e onze? 2012 está logo aí! E, com certeza, será muito melhor que 2011, afinal, temos um grande evento mundial para acontecer! E, melhor ainda, não acontecerá no Brasil, já que não temos estrutura pra um evento desse porte. Assim, poderemos assistir ao fim do mundo de camarote ;D hehe (Ok, parei).

No fim de 2010 combinei com uma pessoa que mudou a minha vida: “2011 vais ser o nosso ano, não vai? Vamos fazê-lo valer a pena, não vamos? Será o melhor ano das nossas vidas”.

E foi. Muitos percalços, problemas, dúvidas, medos, mais problemas, choro e tudo o mais, mas muito amor, paixão, prazer, alegria, felicidade, amizade e outras muitas coisas boas mais. Um equívoco no meio do caminho também, mas que está sendo corrigido a tempo.

Agora, aproveito pra refazer a proposta do ano passado para tal pessoa: 2012 será ainda melhor que 2011, não será? Muito melhor por que não iremos cometer os erros que cometemos em 2011, por que os erros são para isso mesmo, para aprendermos a não cometê-los novamente.

2012, eu tenho certeza, será muito melhor que 2011. E sabe por quê? Porque eu quero que seja. Porque eu vou fazer com que seja, porque vou fazer de tudo pra manter a linha de bons acontecimentos de 2011, onde tantas coisas mudaram na minha vida, coisas demais mesmo.

Continuarei fazendo meus sonhos virarem realidade, continuarei amando e ainda mais que antes, continuarei apaixonado, manterei as amizades, farei outras novas como já estou fazendo...

Sinto pela segunda vez que o próximo ano valerá à pena, e muito à pena, porque a primeira e última vez que senti isso, foi no final de 2010. Com certeza muitas surpresas me esperam, porque vou trabalhar para que elas apareçam.

Antes eu dizia que nada de diferente acontecia comigo. É claro que não, eu não estava aberto a isso, não acreditava que podiam acontecer. Hoje eu acredito. E sabe o melhor? Elas acontecem.

Por que você não faz, então, seu 2012 ser da forma que você quer que seja? Por que, sim, nós podemos fazer cada dia nosso ser da forma como desejamos e, de dia em dia, construímos um ano. Eu construí o 2011 que eu quis e farei o mesmo com o próximo ano. E você, vai também?

E você? (E esse você é muito mais específico) Quer construir um 2012 perfeito comigo?
O que você achou?

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Online Project management