28 de dezembro de 2011

Algumas nuvens e a esperança


As nuvens se espalham pelo céu disformemente, em alguns pontos, evanescendo-se completamente, em outros, cobrindo-o por inteiro, de uma forma acinzentada, quase como um início de tristeza.

Em outros pontos elas projetam-se baixas e brancas, esparsas em tantos outros. Lá, onde o halo dourado brilha, elas cobrem tudo. Ou quase tudo.

Uma fenda entre elas expõe a luz do nosso belo Sol para nós, mortais, aqui embaixo.

Os raios furam a cobertura vaporosa como flechas brilhantes e translúcidas, raios de esperança, tomando forma através da névoa que se forma como resquício das nuvens, quilômetros e mais quilômetros acima do chão, gerando uma cortina dourada de pura luz, uma cena extremamente bela de se ver por entre as casas e prédios. Cena que provavelmente pouquíssimos se deram o trabalho de observar.

Não importa quão densa seja a escuridão, quão difícil possa parecer uma missão, a Luz sempre encontra seu jeito de chegar até nós.
O que você achou?

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Online Project management