27 de dezembro de 2010

Uma impressão


Eu perguntei: Me dá um tema!
Ela falou: Livros!
Livros? Que falta de imaginação menina! Já sei um tema bom... impressoras!
Não é bom? Eu acho.
A cada passo que damos, cada segundo que se passa, cada instante que vivemos, uma impressora, em algum lugar, algum plano, alguma dimensão, imprimi mais uma, duas, milhões de paginas sobre a nossa vida. Elas imprimem cores, sons, cheiros, imagens, movimentos, emoções, pensamentos, sentimentos... tudo, exatamente tudo o que se passa ao nosso redor. E existe uma impressora para cada pessoa existente.
Na verdade, somos impressoras ambulantes.
Imprimimo-nos nos lugares que passamos, nas pessoas, nos ares, nos planos... os outros se imprimem em nós.
Impressões se gravam no nosso ser mais fundo do que uma a cores poderia fazer, com mais intensidade que uma a laser um dia conseguirá.
Às vezes elas se gravam como partituras: quem souber ler vai poder entender. Outras vezes, igual à um quadro impressionista: aos olhos de todos, mas sempre muito bem escondido. Existem também aquelas impressões estilo paisagem: claro, direto e objetivo, sem esconder o que quer passar.
O fato é que as impressoras são mais numerosas no mundo do que dez vezes o numero de computadores existentes. Elas estão por toda parte.
Porque você não encontra aquela que se encaixa perfeitamente com você, que vai imprimir na sua alma de uma forma que nunca mais vai poder ser apagado?
Eu já encontrei a minha.
O que você achou?

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Online Project management