23 de janeiro de 2011

Como nasce um poema?


Que técnicas usar, que palavras manusear... Para um poema nascer, rimas é preciso fazer? Para um deles criar, em um mestre Jedi preciso me transformar? Seria de fato funcional fazer algo como o hino nacional?
Hehe, parei com as rimas agora.
Mas, como realmente se faz um poema? Eu não sei, não faço a mínima idéia. São necessárias rimas, métricas, estrofes...? O que um texto precisa ter para ser considerado um poema? Versos ritmados, rimas alternadas, alternações intercaladas, intercalações desmetricadas...
Sou novo nessa área, não possuo experiência a não ser quatro ou cinco tentativas de poemas. Não sei nem se assim posso chamar esses textos, pois métrica eles não tem, as rimas são difusas, sem uma ordem correta ou um padrão a ser seguido. Alguns versos não possuem rima, estão apenas lá, soltos, complementando o sentido do texto...
O que seriam eles então?
Não sei, realmente não sei.
Eu sei que, não importa o gênero do texto ou como ele é estruturado ou coisas assim, o que importa é se você o escreveu com sentimento, se você realmente acredita naquilo que colocou no papel.
Então, não importa o gênero ou não, vou continuar a escrever e estruturar, digitar e inventar, e quem sabe um poema recriar.
;D
O que você achou?

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Online Project management