17 de janeiro de 2012

Uma rosa branca para o amor


Não sei quantas vezes já vim aqui falar sobre o amor. Não sei quantas vezes vim aqui falar sobre o meu amor.

Inúmeras, com certeza, e das mais variadas formas. Imagens, textos, livros, poemas, músicas... De todas as formas que consegui encontrar, me declarei.

O amor é o mais intenso dos sentimentos, o mais presente, o mais odiado, o maior causador de guerras, o mais declamado, dito, visto, desejado...

E também o mais incompreendido.

Amor de mãe, pai, filho, irmão, amigo, inimigo... Os tipos são variados, mas os verdadeiros são raramente encontrados.

O mais intenso, para mim, é o amor que nasce entre um homem e uma mulher.

Sinceramente falando, eu sou um grande amante deste tipo de amor. É um amor que faz nossos corações baterem mais forte, com mais intensidade, nos dá um sentido na vida, nos faz desejar e sonhar. Afinal, o amor entre irmãos não te faz querer constituir uma família, querer construir algo bom para o seu futuro. O que nos faz seguir em frente, não desistir, batalhar, lutar até o fim, no meu caso, é o amor de uma mulher. E novamente no meu caso, de uma mulher bem específica.

Uma vez escrevi estas palavras, que mais tarde se transformaram em parte de uma canção.

“E se o seu coração parasse de bater,

Com os próprios punhos o forçaria a voltar a viver?

O quanto agüentaria correr se fosse preciso fazer?

A que profundezas chegaria pela sua própria existência?...

E se um dia ela chegasse a morrer?

Correria através da noite sem nunca se deixar vencer?

Voaria através da luz se fosse necessário fazer? 

Hoje, nada disso mudou.

Enfrentaria furacões, lutaria contra gigantes, me lançaria contra um exército inteiro com apenas uma espada e um escudo nas mãos, e em cada uma dessas batalhas, eu venceria dez vezes se fosse preciso, pois minhas armas, não importa se forem apenas meus próprios punhos contra um gigante ou uma espada contra um furacão, elas seriam sempre feitas do nosso amor, um amor verdadeiro, e nada pode ser mais forte do que o amor se as pessoas que o sentem estão dispostas a enfrentar o que for preciso por este sentimento.

Por que o amor é vida, e o amor dela é minha vida.

Por que ela foi a pessoa que me salvou de todas as formas que alguém pode ser salva, porque estas palavras You're here, there's nothing I fear”, são nada mais que a verdade. Enquanto ela estiver ao meu lado, não haverá nada que eu tema, a não ser perdê-la.

Hoje, tenho medo, mas não por que acredito que possa não a ter ao meu lado. Isso tenho certeza que vai acontecer, mais cedo ou mais tarde. O problema é apenas se for mais tarde.

A única coisa que pode ser feita é continuar lutando e lutando e lutando, sem desistir, sem se entregar, porque ela está ao meu lado, e é tudo o que eu preciso para vencer todas as batalhas que virão.
O que você achou?

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Online Project management