23 de outubro de 2010

Ver as coisas como elas são

Às vezes eu queria que o mundo simplesmente parasse. Todos parassem, o tempo parasse, a Terra parasse de girar ao redor do Sol, o universo parasse seu movimento constante, parasse de expandir e simplesmente me deixasse ficar quieto por um momento, simplesmente parado, como tudo o resto, pensando, analisando as coisas como elas realmente são em toda a sua verdadeira essência paralisada, sem formas inventadas ou subterfúgios, sem máscaras, nuas em toda o seu real significado.

Queria que tudo parasse para que eu pudesse continuar por algum tempo sem depender de ninguém, sem precisar da aprovação de alguém, sem fazer algo por alguém ou porque esse alguém quer...

No dia em que a Terra parar, eu serei livre pelos instantes em que ela continuar imóvel. No dia em que tudo parar, conversarei com Deus e tentarei entender o significado daquilo que ele coloca na minha vida.

Só queria que tudo parasse por um instante, por mais fugaz que fosse...

O que você achou?

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Online Project management