6 de agosto de 2010

Quem tem medo do escuro?

Antes de mais nada, vamos definir uma coisa. O que é o escuro? Tecnicamente falando e citando Einstein, o escuro nada mais é do que a ausência da luz. É claro, muitas pessoas sentem medo quando a luz se extingui, mas talvez não seja esse o escuro de que estamos falando. Existe um outro medo, que também pode ser associado ao primeiro, que é o medo do que pode existir no escuro.

Esse medo eu diria que é mais lógico. E não se aplica apenas às coisas que se escondem nas sombras. Contra essas, não é preciso ter tanto medo. Na maioria das vezes, são fantasias da nossa imaginação. Se a luz estivesse acesa, você não teria medo, certo? Então, cante uma música para distrair a sua mente quando as luzes se apagarem.

O verdadeiro medo do escuro que podemos, e às vezes até devemos ter, vai mais longe. É um medo que nos faz parar e pensar, e não agir por puro impulso ou tomar uma atitude precipitada.

Hoje, as cobranças que a sociedade nos faz são imensas, existem centenas de possibilidades sobre que caminho seguir, que atitude tomar, como se comportar, como realmente ser. Todas essas opções geram incerteza e a incerteza gera o medo de errar. É desse medo que devemos ter cuidado.

O medo, em si, não é algo ruim. Ele ajudou na sobrevivência dos nossos ancestrais por milhares de anos. O medo é inerente do ser humano, avisa quando devemos tomar cuidado, quando devemos ir com calma ou até recuar.

É ai que o medo pode ser bom.

Se soubermos encarar o nosso medo, enfrentá-lo, usá-lo para desenvolver a nossa coragem, conheceremos melhor a nós mesmos. Não pense que ter coragem é não ter medo. Ter coragem é saber controlar o seu medo para agir na hora certa.

E qual seria a hora certa?

Isso, me desculpe, cada um tem que descobrir sozinho.

Conhecendo os nossos medos, saberemos de nossas fraquezas. Conhecendo as nossas fraquezas, saberemos quem somos. E se realmente tivermos consciência do nosso ser, será que não vamos ter a coragem necessária para enfrentar a situação quando ela surgir? “Conheça-te a ti mesmo” um grande mestre certa vez nos disse.

Por isso, não tenha medo de perder, de ser derrotado. Ninguém, no “jogo” da vida, perde.

Cada queda simplesmente é uma oportunidade para nos reerguemos mais uma vez. Se encontrar uma pedra no seu caminho, não tente contorná-la ou passar por cima. Chute-a bem longe, enfrente o problema e saia dele mais forte.

Não tenha medo de errar, pois errar é humano. Os erros nada mais são do que aprendizados. Mostram novas formas de se encarar um problema e as maneiras de solucioná-lo.edra no seu caminho, nao ais uma vez. se do beça, tigres que sao ) Uma vez perguntaram a Thomas Edison se ele não se achava um inventor fracassado por ter falhado mil vezes ao tentar criar uma lâmpada. Ele disse que não: “Apenas descobri mil maneiras de NÃO se fazer uma lâmpada”. Ele, literalmente, não teve medo do escuro.

Não deixe que os outros tracem os seus caminhos por você, só porque você tem medo de seguir pelo errado. Quem disse que eles sabem realmente o que é certo? A vida é sua e quem faz as escolhas é você, para depois arcar com as conseqüências, sejam elas boas ou ruins.

Uma vez, uma música perguntou se “vamos conseguir vencer”. Acredito plenamente nisso. Cada um de nós tem tudo o que é preciso para dar mais um passo, conquistar, vencer, evoluir, sorrir e ser feliz.
O que você achou?

1 comentários:

Ricardo disse...

Better and Better huh! ^^
O escuro... é um medo que vc já teve, tem ou terá! =P
Isso aew, ñ tenham medo d errar pois nd eh 100% bom ou 100% ruim, mas com tudo podemos aprender uma lição e fazer melhor da próxima vez. Sempre tente ser melhor do que si mesmo e ñ melhor doq os outros!
Acho que todos nossos medos, inseguranças, incertezas nós os projetamos no escuro; e por isso ele as vezes parece ser tão assustador...

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Online Project management