3 de maio de 2011

Você vai mudar o mundo.


Quantas vezes não ouvimos essas palavras (mudar o mundo) em diversas combinações, com outras palavras complementando como “nós vamos mudar o mundo” ou “ele quer mudar o mundo” ou uma pior, “ele acha que vai mudar o mundo com isso”.
Dezenas, centenas, infinitas pessoas já tentaram mudar o mundo. Quantas conseguiram? Tecnicamente, todas.
Mudamos o mundo a cada gesto, cada ato, cada palavra. Mudar não significa melhorar ou piorar, significa apenas estar diferente do que era antes.
Mas, quando se diz “eu quero mudar o mundo”, está se querendo dizer “eu quero melhorar o mundo”. Você quer melhorar o mundo?
Eu quero.
Não me lembro exatamente quando esse desejo apareceu, não me lembro da data, não me lembro da época, mas me lembro dele. Lembro que, há alguns anos, eu coloquei isso na cabeça: eu quero mudar o mundo.
Mudar para melhor, melhorar a vida das pessoas, ajudar os que eu puder, ajudar os outros a ajudar...
Parece um pouco difícil não é?
É, fácil ninguém nunca disse que era.
Mas, falando a verdade, o que é fácil neste mundo?
E eu sempre pensei: como vou mudar o mundo?
Não é possível simplesmente “chegar nele” mudá-lo. Precisamos de meios, instrumentos. E o que seria melhor do que seus próprios habitantes?
As pessoas têm o poder de mudar o mundo. Só não sabem disso (ou fingem não saber).
Ninguém precisa ser um super herói ou multi bilionário para fazer alguma coisa de bom.
A primeira coisa que precisamos fazer é estarmos dispostos, apenas isso.
Alguns diriam que a primeira coisa seria mudar a nós mesmos. Eu não acho que seja isso, pois, talvez, essa seja a mudança mais difícil de se fazer. A disposição para mudar é o primeiro passo e, se você acha muito difícil começar por si (o que eu também acho) comece pelos outros, comece ajudando os outros, buscando meios e formas de poder melhorar a vida de alguém, de qualquer forma que seja. Se você não tem dinheiro, doe alegria, não tem alegria, doe dinheiro, assim a alegria dos outros penetrará em você, não tem nenhum dos dois, doe atenção, isso qualquer um pode doar, e então verá que a alegria e o bem estar são coisas fáceis de se conseguir.
Assumi um projeto ousado para mim, porém.
Há pelo menos uma década eu me lembro de estar andando de carro com minha família e vi pintado em uma parede na estrada a seguinte frase: Livros não mudam o mundo. Livros mudam pessoas, e as pessoas mudam o mundo.
Gravei essa frase fundo no meu cérebro, pois sempre gostei de ler e, naquela época, não sabia o quanto ela me marcaria mesmo.
Hoje pretendo, tento, quero, mudar o mundo dessa forma. Quero escrever e através da escrita mudar pessoas e, assim, mudar esse mundo, mudar o nosso planeta, nossa casa que eu amo tanto, tão bela e grandiosa.
Para alguns pode parecer loucura, para outros, hipocrisia.
“Você quer vender livros porque dá fama e dinheiro”.
Desde pequeno sempre quis ter dinheiro. Primeiro porque nunca o tive direito, nunca pude ter tudo o que eu quis ou, pelo menos, o normal que toda criança sempre teve. Por isso sempre quis ter dinheiro para poder dar, primeiro, aos meus filhos o que não tive, mas, em segundo lugar, sempre, desde pequeno eu pensei que, se eu conseguisse ter dinheiro quando crescesse, eu ajudaria as outras pessoas. E, neste mundo, quanto mais dinheiro, mais pessoas podemos ajudar, certo?
Não sei se até agora já consegui mudar algo ou um mínimo de alguém com minhas palavras, mas venho a algum tempo iniciando o projeto que escolhi para a minha vida e que, se Deus quiser, eu hei de conseguir cumpri-lo.
Obrigado a você que leu este texto até o fim. Reze para que eu possa realizar o meu sonho, por favor, ou apenas acredite em mim, que já será uma benção maior do que posso esperar.
O que você achou?

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Online Project management