7 de maio de 2011

O menino que sobreviveu



O primeiro filme foi lançado em 2001, se não me engano. Até ai, praticamente ninguém tinha ouvido falar de Harry Potter antes. Mas a história “começou” alguns anos antes, em 1997.

Eu, como a maioria, só fiquei sabendo da existência de Harry Potter após seu primeiro filme. Sai do cinema decidido a comprar o livro. Meu pai comprou-o para mim e eu o devorei. Descobri que havia outros: quatro já haviam sido publicados. Enchia o saco do meu pai a cada vez que íamos ao mercado ou shopping para que ele comprasse o novo livro para mim. Não sei quanto tempo demorou, não me lembro, mas enquanto Harry amadurecia em seus anos em Hogwarts, eu crescia junto com ele.

Harry Potter se tornou meu livro de cabeceira e eu lembro até hoje da euforia quando foi anunciado o lançamento do quinto livro, uns dois anos depois de ter sido lançado o quarto.

Neste meio tempo, eu já havia lido os outros livros mais outras vezes e podia contar a história de cor, até repetindo algumas falas, principalmente do primeiro.

O quinto livro saiu: 703 páginas. Em menos de uma semana ele já havia sido devorado também. E então vinha mais um ano de espera, ou mais talvez, para o sexto livro. Me lembro que o ganhei na minha formatura da oitava série da minha madrinha. Cheguei em casa lá pelas 3 da manhã e já comecei a lê-lo.

Nele, um choque: a morte de Dumbledore.

O grande mago, sempre amigo de Harry, tornara-se também meu companheiro que acalmava meu coração disparado nas cenas de ação e suspense do livro.

E então veio o último e com certeza melhor livro.

Harry Potter e as Relíquias da Morte é um livro “crescido”, com cara de adulto, ainda que tivesse um pé na adolescência, mas era mais ou menos a época em que eu me encontrava, beirando os dezessete anos.

Quer saber um dos meus sonhos? Que alguém fale sobre o meu livro algo assim: uma história tão emocionante e atrativa quanto Harry Potter. Seria uma honra gigantesca.

Sabe uma coisa que me motivou? Quanto estava escrevendo este texto, fui procurar saber um pouco mais sobre a publicação dos livros. Sabe quantas editoras recusaram o primeiro livro? Oito. Pobres editores...

Mas apenas quem cresceu lendo Harry Potter pode realmente entender o que eu falo. Se você apenas viu os filmes (nada contra quem fez isso ok?) nunca vai entender realmente a grandiosidade da história de J.K. Rowling, nunca vai entender todas as coisas que ela quis dizer, tudo o que ela quis passar. Agora, se você gosta de ler, mas leu apenas uma vez cada livro, convido-o a ler pelo menos umas 5 vezes cada, ai sim você vai conseguir começar a entender o que é Harry Potter.

Há muito mais por trás daquelas páginas do que uma simples história de bem e mal envolvendo magia. Assim como Tolkien, Rowling criou um novo mundo que inspira crianças, jovens e adultos no mundo inteiro. Não é mais um livro, é uma história, um mundo que se torna real na mente daqueles que acreditam.

Sabe qual é a maior mensagem de Harry Potter?

O amor vence tudo. O amor é mais poderoso que qualquer coisa.

E ele é mesmo!

Não estou dizendo para pegar um pedaço de madeira e sair gritando palavras em um latim estranho, não, mas que leia e acredite que nós podemos tornar real aquilo no qual acreditarmos, tornar real dentro de nós. Quem disse que o imaginativo não é real? Tolos são aqueles que desdenham da imaginação.

Harry Potter me ensinou a ter coragem, a não vacilar ante desafios, a acreditar em mim e no amor. Se você achou o que eu falei ridículo, me desculpe, mas acho que você devia acreditar um pouco mais nas coisas e ser menos cético.

A sensação de perda sentida quando terminei o último livro foi estranha. Eu pensei: acabou.

Foi meio que um choque. Não haveria mais esperas pelo lançamento, reservas antecipadas do livro, nada disso. Agora, havia acabado.

Mas na verdade não acabou, pois Harry Potter nunca vai acabar enquanto ele estiver vivo na mente e nos corações daqueles que se apaixonaram por esta história!

E ele está vivo em mim.

Agora, chega um novo fim. O melhor (na verdade eu acredito que o único que é bom) filme de Harry Potter também vai acabar, marcando uma era no cinema.

Se você viu todos os filmes, mas não leu os livros, leia, mesmo que não goste de ler. Você vai se apaixonar, tenho certeza.
O que você achou?

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Online Project management