12 de fevereiro de 2011

A experiência


“Adquire-se experiência quando não se consegue o que queria”
Randy Pausch
Li essa frase no livro “A lição final”, de Randy Pausch, professor universitário da faculdade Carnegie Melon nos EUA que sofreu de câncer de pâncreas. Ele tinha três filhos ainda muito novos quando descobriu que ia morrer, então resolveu fazer uma “palestra de despedida” falando de seus sonhos de infância e em como eles o ajudaram a crescer e viver dignamente. A palestra resultou também no livro, que recomendo à todos como uma ótima leitura que vai fazer você mudar seu jeito de encarar a vida.
O livro é realmente muito bom e aprendi muito com ele, mas da frase ali em cima, eu discordo um pouco.
Sim, realmente adquirimos muita experiência quando não conseguimos algo que queríamos. Mas não apenas assim.
Quando buscamos realizar um sonho e somos frustrados, se analisarmos, conseguiremos enxergar o que fizemos de errado, ou o que deixamos de fazer, para que o sonho não se realizasse. Aprendemos o que deve ser feito e o que não deve ser feito, como as coisas devem ser feitas, e isso se chama experiência.
Mas, e aquele jogador de vôlei, por exemplo, ou aquele malabarista que, através do treino e dos jogos, da prática da sua arte, vai aprendendo novas formas de se fazer as coisas, novos jeitos, às vezes mais eficientes ou mais bonitos de se atacar ou realizar uma acrobacia. Necessariamente, ele não precisa errar para aprender uma nova forma, só precisa enxergar que há uma maneira diferente de se fazer e, para que ele possa enxergar essa maneira, precisa conhecer instintivamente a maneira anterior e, para conhecê-la dessa forma, é necessário experiência e, ao desenvolver o novo método, ele adquire mais experiência, pois poderá escolher entre duas maneiras de se fazer coisas iguais ou até mesmo diversas.
Quando conseguimos o que queríamos, também podemos adquirir experiência, mas para se fazer isso, é preciso já ter alguma experiência para conseguirmos enxergar as coisas dessa forma. É um pouco mais difícil, mas é completamente possível.
Se você pratica algum esporte ou algo que necessite de habilidades físicas ou mentais, alguma arte como desenhar, pintar, escrever, tocar um instrumento, sabe do que estou falando.
No começo, você aprende as coisas através do erro. Quando você aprende melhor e aquela arte começa a se tornar algo mais instintivo, você vai descobrindo e desenvolvendo novas formas de fazer as coisas sem que precise errar para isso, apenas observando, pensando e aprendendo com os acertos.
A experiência é uma das coisas mais importantes na nossa vida, mas ninguém nasce com ela. Adquira-a sim com seus erros, mas tenha também a sabedoria de enxergá-la nos seus acertos. Você vai mais longe assim.
O que você achou?

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Online Project management