7 de fevereiro de 2011

Aos 3 meses


Não te fiz um depoimento nos dois meses, sorry, mas eu sei que você vai rir quando ler isso e pensar: não tem problema. E quando ler isso vai pensar: idiota! E agora eu sei que você está rindo que nem besta na frente do computador! ;D
Enfim!
Voltando ao assunto que me trouxe aqui.
3 meses.
Como passou rápido!
Esse pensamento me traz outro: como o tempo é relativo. (relaxa, não vou começar a brisar no seu orkut ^^)
Mas é que ainda que pareça que não faz tanto tempo assim (que na verdade não é nada comparado com o tempo que vamos ficar juntos), cada segundo com você parece passar tão devagar, nós aproveitamos tanto o tempo juntos.
Nunca tinha acontecido antes, sempre parecia que o tempo passava rápido demais quando eu me sentia feliz, por isso nunca acreditei muito no Cazuza. Mas ele estava certo: Até o tempo passa arrastado, só pra eu ficar do seu lado...
O que dizer sobre esses 3 meses?
Tenho certeza que se eu fosse dizer tudo, você se cansaria.
Vou falar algumas coisas apenas então.
Desde o momento do primeiro selinho até a hora em que escrevo esse texto, passaram-se (e posso dizer com precisão, menos nos minutos) 105 dias ou 2529 horas ou cerca de 151740 minutos, incontáveis beijos e abraços, alguns choros, nenhuma briga, pequenas crises de ciúmes, muitos amassos, grandes descobertas, segredos revelados, amores superados, dores curadas, presentes entregados, beijos roubados, tapas distribuídos, risos e sorrisos, grandes ausências, reencontros...
Muitas coisas.
Este, por exemplo, é o “post” de número 68 que faço ou dedico à você, entre textos e imagens, o que dá cerca de 0,68 posts por dia, ou 1,2 posts a cada dois dias.
Hahaha imagino que agora você tenha balançado a cabeça e pensado (ou dito) “estranho”.
Mas nisso tudo ainda falta uma coisa.
O amor.
Na verdade, não estava faltando, pois se não fosse esse amor que provavelmente existe desde antes de nascermos aqui, nada disso teria acontecido.
Acima de tudo está o amor. O nosso amor e a nossa salvação.
Você foi para mim, no começo, uma bóia em meio a um oceano tempestuoso. Me mostrou que Ele não tinha me abandonado, que estava me dando uma nova chance. Me agarrei com todas as minhas forças e desejei que alguém puxasse aquela bóia e me tirasse daquele tormento que estava vivendo.
E fui ouvido.
Rapidamente a corda foi puxada e eu pude ver você, de pé na proa de um navio, sorrindo alegre e linda para mim, estendendo a mão para salvar a minha vida, para me mostrar que nada tinha acabado, as coisas estavam apenas começando. Eu segurei sua mão e não vou mais soltar.
O navio para onde me puxou agora alça vôos, crescendo sempre mais, nos levando cada vez mais alto, mostrando que é possível sim ser feliz, que depende apenas de nós.
Você já sabe disso, mas quero dizer aqui para que todos também saibam do futuro que planejo...
Quero casar com você, viver ao seu lado, ser feliz, ter nossos dois filhos e, finalmente, morrer eternamente apaixonado, só para poder acordar do outro lado e te ver comigo, e ver que nada acabou, apenas começou de novo, maior e mais forte.
Eu te amo s2
O que você achou?

1 comentários:

Anônimo disse...

awn eu quase chorei aqui ç.ç sou a menina do tumblr :D
ow ta tudo muito lindo aqui, parabens fiquei mó tempo lendo seus posts e adoreei :D

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Online Project management