6 de fevereiro de 2011

Bagunça organizada


Estou meio sem ideias ultimamente. Estou ficando até 3 dias sem postar, e olha que eu fazia isso todos os dias.
Fico pensando: o que Será que está faltando? Seria criatividade? Ou inspiração?
Bem, criatividade não creio que seja, pois quando uma pessoa é criativa, ela simplesmente é, assim como uma pessoa é inteligente ou alta. Não é porque a primeira não está pensando em nada no momento ou que a segunda está sentada que elas deixaram de ser o que eram.
Eu sou criativo, por isso a criatividade nunca some ou acaba, apenas não está sendo usada.
Então só posso crer que falta inspiração, pois tempo eu tenho, ainda que o esteja administrando mal de vez em quando.
O que é preciso para inspirar?
Uma palavra? Um som? Um simples tema? Uma cor? Uma dor? Um sentimento? Um amor?
Qualquer uma dessas coisas renderia um belo texto apenas pelo que são. Se formos pensar nas suas variáveis poderíamos escrever infinitos textos sem nunca se repetir.
A bagunça, por exemplo, o que podemos dizer sobre ela?
Aos olhos de que vê, ela existe quando coisas estão “fora dos lugares onde deveriam estar”. Ok, é uma explicação até que plausível. Mas posso acabar com ela em uma frase?
Como você pode dizer que o lugar daquela coisa não é onde ela está no momento, mas sim onde você acha que ela deveria estar?
Explicando:
Quem determinou que uma coisa tem que ficar em um lugar a outra no outro? Quem foi que disse que quando algo está no chão, o ambiente está bagunçado?
Sua mãe á entrou no seu quarto alguma vez logo após você arrumá-lo e disse “Dá pra você arrumar esse quarto, por favor”? Tenho certeza que sim. Então você olhou e volta sinceramente procurando a bagunça da qual ela falava e não encontrou nada de errado. Sei como você se sente, saiba que não está sozinho.
A bagunça nada mais é do que algo inventado pelos homens para complicar e deixar a vida ainda mais irritadiça e chata. Qual o problema se algo está em um lugar diferente de onde estava antes? Nenhum! Assim como o escuro ou o mal, ela não existe de verdade. Aos olhos de um, um ambiente pode estar bagunçado, aos olhos do outro, pode estar perfeitamente arrumado.
O que importa é apenas uma coisa:
Quando você procura algo no seu quarto naqueles momentos em que ele está arrumado do seu jeito, você acha? Sei que sim.
E quando sua mãe deu uma “passadinha” por lá? Tudo simplesmente desaparece, não é?
Então, é isso aí.
O que você achou?

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Online Project management